2.1.17

Celebração da Roda do Ano – Roda das Deusas - Curso

Sagrado Feminino e Masculino Conscientes

Em 8 sessões. Início a 3 de fevereiro de 2017

O Sagrado Feminino é um caminho e forma de auto-descoberta. É um caminho em que nos conectamos com a energia da Terra. A Terra que é a matéria, a Terra que é a Mãe, a Terra que é face feminina da Divindade. A Deusa.

É um caminho, não uma religião, que resgate uma ancestralidade de uma sociedade Matriarcal, para a sociedade dos dias de hoje, Patriarcal. É um caminho que religa a verdadeira essência feminina. E quando falo em feminino, não me dirijo apenas a mulheres, mas também a homens. Pois todos nós temos essas duas energias,feminino e masculino, yin e yang, temos duas polaridades, temos um lado luz e um lado sombra. 

Um dos objetivos deste trabalho (caminho), é aprender a reequilibrar esses opostos de uma forma mais consciente. Diferenciar os elementos, para depois os integrar numa nova vida mais criativa. Ajudar a cocriar uma vida mais saudável, mais empoderada e mais feliz. É um trabalho onde repeitamos a energia da roda do ano, composta por 8 celebrações, que descrevo abaixo sucintamente.

É um caminho de intensa e profunda entrega. É um caminho de individuação. É um trabalho de AMOR.

Técnicas e práticas: Psicologia arquetípica. Psicanálise dos contos de fadas, mitos, poesia. Técnicas variadas (meditações, soul collague, arte terapia, biodanza, rebirthing).Simbologia. Práticas de rituais.
Modalidade: Presencial

Datas das Celebrações:  

Imbolc -  3 de Fevereiro
Ostara  - 8 de Abril
Beltane - 2 de Junho
Litha - 30 de Junho
Lammas - 28 de Julho
Mabon - 22 de Setembro
Shamain - 4 de Novembro
Yule  - 15 de Dezembro

8 celebrações da Roda do Ano (de acordo com o hemisfério Norte e tradição celta):

: Imbolc: 1 de Fevereiro. Festival de fogo e corresponde ao ínicio da primavera celta – nos campos já são visiveis os primeiros rebentos despontando - e o seu nome deriva de “Oimelc”, que significa “leite de ovelha” em antigo celta. A Deusa é agora a criança, a menina, que brinca inocentemente, a jovem Bridie celta, ou no mito de Deméter e Perséfone, é esta, a virgem Kore, una e inteira de si mesma. Por isso invocamos as Deusas Virgens neste festival.

: Equinócio Primavera / Ostara: 21 de Março. A natureza rebenta em flor, fecunda, luminosa e cantante. O dia é igual à noite, as energias yin e yang equilibram-se estacionando momentaneamente. Altura de dar mais fogo, mais energia aos nossos empreendimentos, a sexualidade floresce, a leveza e a alegria reermegem. Invocamos as Deusas Guerreiras.

: Beltane: 1 de Maio. Festival do Amor e da fecundidade. A Deusa é agora a jovem plena de vitalidade, senhora do amor ardente. Momento de celebrar a sexualidade sagrada, começando pelo casamento interno, as bodas alquímicas, a totalidade do ser. Como diz Rumi “ Os amantes não se encontram finalmente um dia: eles sempre estiveram um no outro”. Invocamos as Deusas do Amor.

: Solistício de Verão /Litha: 21 de Junho. O dia maior do ano, o pico das energias yang na Natureza. Representa o culminar dos nossos esforços ao longo do ano e a necessidade de iniciar a repolarização da energia. Os dias vão começar a decrescer, damos as boas vindas à sombra, ao escuro que será celebrado no Samain. Invocamos as Deusas das Águas.

: Lammas: 1 de Agosto. Festival das primeiras colheitas de verão. Damos acções de graças pelo que a Vida, a Mãe Terra nos deu ao longo do ano que passou. A Natureza está no auge. Invocamos as deusas Mãe, da fertilidade, fecundidade e abundância. Gratidão gera abundância.

: Equinócio de Outono / Mabon: 22 ou 23 de Setembro. Festival das segundas colheitas. É o momento de colher aquilo que semeámos, abundância material e prosperidade a todos os níveis. Altura de guarnecer os nossos “celeiros”, reservando as nossas reservas materiais, psíquicas e espirituais para o inverno que virá. Invocamos as Deusas rainhas.

: Samain: 1 de Novembro:  O início do ano no SAGRADO FEMININO, nas antigas sociedade matriarcais alinhadas com a vida da terra, a natureza. Esta estação é um portal particularmente potente e iniciático, com o foco na libertação do passado no desapego do que não nos serve, para renascermos mais conscientes e sábi@s. Invocamos as Deusas Anciãs.

: Solisticio Inverno / Yule: 21 de Dezembro. O Yule tem inicio no dia mais pequeno do ano, a partir do qual damos as boas vindas à Luz material e metafórica. Tempo para desenvolver fé, praticar meditação e oração, conectar com a alma, paz interior e compaixão. Invocamos as Deusas da Compaixão e Intemporais.

Horário e duração: As sessões são à 6ª feira, iniciam às 19h30 e têm uma duração de 2h30

Valor /Investimento:
Pagamento por sessão: 25€
Pagamento Integral: 10 % desconto valor total. (180€)

Local da Formação: Centro TAO, Rua da Alfândega 16, Figueira da Foz
Contactos:  914 238 010 ou tao.centro@gmail.com

Com Ana Ameixoeiro: Facilitadora do Sagrado Feminino e Masculino Consciente, Sacerdotisa da Deusa (Sister de Avalon). Contactos: 966 330 770 ou ameixoeiro.ana@gmail.com

Sem comentários: